Eliane Cantanhêde e Folha são condenados a indenizar juiz por danos morais

Essa não deu.

bloglimpinhoecheiroso

Daniela Novais, via Brasília em Pauta

A jornalista Eliane Cantanhêde e a Folha da Manhã S.A., empresa responsável pela Folha de S.Paulo, devem pagar R$100 mil por ofensas a honra, ao juiz Luiz Roberto Ayoub, da 1ª Vara Empresarial do Rio. A 3ª turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), por maioria, negou o recurso e manteve a condenação do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ/RJ). O artigo “O lado podre da hipocrisia” foi publicado em 2009 e falava do caso de recuperação judicial da Varig e, segundo as rés, utilizava-se da figura do juiz como uma metáfora.

A 3ª Turma não admitiu recurso do magistrado, que pretendia aumentar a indenização, por não ter sido comprovado o recolhimento do preparo. Quanto ao valor da condenação, o STJ considerou que o montante é respaldado pela jurisprudência do Tribunal, não sendo absurdo a ponto de autorizar intervenção para reduzi-lo.

Objetividade

View original post 691 more words

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s